Devocionais publicadas nos boletins informativos semanais

 Acreditar que tudo pode mudar é um ato de fé. É muito significativo para nós, cristãos, olhar os inúmeros exemplos que são descritos, em toda a Bíblia, para entendermos melhor isso.

Nela, podemos encontrar histórias como a de Abraão (o pai da fé), a do rei Davi (o homem segundo o coração de Deus), do servo Jó e de muitos outros. Podemos dizer que estes eram homens com uma esperança, homens que sonhavam com todas as suas forças e que tinham, em seu coração, a motivação e certeza de que poderiam vencer os inúmeros obstáculos e crises de suas vidas.

1. Antes de tudo, o conhecimento da verdade, do evangelho e de Jesus Cristo, como Salvador.

2. A certeza de que Deus é Pai justo, compassivo e galardoador daqueles que O amam.

3. A assistência espiritual do pastor e dos oficiais, e a solidariedade, atenção e intercessão dos irmãos.

4. O ambiente mais santo e propício ao meu desenvolvimento moral e espiritual, apesar das falhas e defeitos a que está sujeita.

No mês de comemoração dos 500 anos da Reforma Protestante (31 de Outubro de 1517 - 2017), temos acompanhado a série “Agora são outros 500 - Conversas sobre perguntas atuais”, na qual discutimos aqueles que são considerados os principais temas daquele movimento e suas implicações para os dias atuais.

Em uma época de tanto individualismo e relacionamentos tão efêmeros, como dar a Deus toda a glória?

Glorificar é o ato de reconhecer a grandeza, a superioridade, a vitória de outro. O indivíduo deste tempo tem dificuldade com esta atitude. Ele precisa estar no centro de tudo e ter a razão sobre todas as coisas. Ele ocupou o centro de sua vida, que, por sua vez, se tornou o centro do universo. Ora, como alguém pode glorificar a Deus, se está ocupando o lugar que é Dele?

A concepção de fé hoje é o acreditar em alguma coisa para obter outras tantas. Uma fé às vezes mística, outras utilitarista. É comum ouvirmos pessoas dizendo: “Eu tenho muita fé...”, “sou uma pessoa de fé..., “com fé eu chego lá...”. O cantor Diogo Nogueira, conseguiu capturar bem a expressão dessa fé popular em sua música “Tô Fazendo a Minha Parte”.

CC-BY-SA 2014 - Igreja Presbiteriana do Grajaú - Conteúdo publicado sob CREATIVE COMMONS