2017

    Revisitando uma das mais lindas histórias contadas por Jesus - a parábola do filho pródigo - vamos falar sobre esta desenfreada busca da felicidade, e como é comum e frustrante tentar encontrá-la, ironicamente, longe Daquele que é a fonte de toda vida e alegria. Uma ilusão de independência que nos “mata” aos poucos e de várias maneiras.

    Nessa história Jesus nos diz – para nossa completa felicidade - que o Pai nos está esperando de volta, sem importar a distância que temos estado Dele. Então, vamos aprender juntos o caminho de volta...

    Para muitas pessoas a missão da maravilhosa vida de Jesus foi fornecer o melhor modelo de vida pelo qual podemos nos pautar.

    Embora Ele tenha mesmo deixado este modelo, o seu grande alvo não foi apenas nos dar boas ferramentas para que possamos melhorar. Ele disse que o mais importante é NASCER DE NOVO (João 3.3,7).

    Isso não aponta para uma melhoria, mas para uma completa transformação. Seu objetivo foi – e ainda é, já que Ele está vivo – mudar a nossa essência e, a partir daí, nos dar condições de experimentarmos uma verdadeira METAMORFOSE. Com Ele em nossas vidas nós não “chegamos a um objetivo num instante” (Filipenses 3.12-14) mas, num instante, recebemos a graça de Deus que nos acolhe e vai nos transformando para vivenciarmos os resultados práticos da vida com Ele.

    Esse é o tema dessa nova série de mensagens.

    Muitos dos nossos sentimentos são dádivas do céu que enchem nosso coração de vitalidade e a vida de beleza. Outros revelam a nossa fragilidade e imperfeição, e muitas vezes ameaçam nossa integridade e relacionamentos.
    Como podemos lidar com este campo tão sensível quanto poderoso de nosso interior? A questão não é desprezarmos o que sentimos, nem acolher tais emoções como imutáveis ou intratáveis, mas reconhecer que nelas podemos conhecer a graça de Deus através das respostas que o evangelho tem a dar a cada uma. Essa é a proposta para este mês, em que celebramos a morte e ressurreição do nosso Salvador e Libertador.

    Conhecer a Deus e experimentar a vida plena que Jesus oferece é uma experiência que acontece lá dentro de nós, no íntimo da alma. Mas o nosso interior costuma ser um terreno assustador, porque nem sempre gostamos de lidar com as emoções que se escondem ali. O problema é que não dá para estar em sintonia com Deus se você não estiver em sintonia consigo mesmo.
    A vida em abundância é uma vida no rumo do amadurecimento, onde nossas emoções são curadas pelo poder libertador do evangelho, e encontram um equilíbrio sadio.
    Este é o assunto dessa série de mensagens.

    Por que os cristãos oram?
    Para "mover o braço de Deus" em nosso favor? Para convencer Deus a fazer alguma coisa, ou para informá-lo de algo que Ele precisa fazer? Prioritariamente, a oração é ferramenta divina para NOS MOVER na direção Dele. Esse é o tema desta série, dividida em 3 partes

    Viver em um tempo de dificuldade, de incerteza e insegurança é uma experiência pesada. O profeta Daniel viveu dias difíceis: de deportação, nuvens escuras e sem perspectivas de melhoras. Mas, sua atitude não foi de temor, desespero, descrença nem amargura, mas de coragem, esperança e convicção na providência divina. Quando vivemos tempos difíceis e a solução parece estar longe, aprendemos com o profeta que a última resposta vem de Deus. Ele opera o MILAGRE!
CC-BY-SA 2014 - Igreja Presbiteriana do Grajaú - Conteúdo publicado sob CREATIVE COMMONS